16 mil pessoas no primeiro dia de O Sol da Caparica

A 3.ª edição do festival O Sol da Caparica começou ontem e decorre até domingo no Parque Urbano da Costa. Segundo dados da organização, neste primeiro dia estiveram presentes cerca de 16 mil pessoas.

Foto João Sousa

Coube aos Deolinda responsabilidade de abrir o palco SIC/RFM, nesta que é a terceira edição d’ O Sol da Caparica. Sem grandes demoras, Ana Bacalhau iniciou com Bote Furado, Manta Para Dois e Seja Agora, single de Mundo Pequenino. Assim que iniciam a canção Fado Toninho, a cantora deixou o público cantar boa parte do primeiro verso, confirmando que o público sabe as suas letras na ponta da língua. Fon-Fon-Fon, Musiquinha, Movimento Perpétuo Associativo e Corzinha de Verão são outras provas de que os Deolinda estão bem e de boa “saúde”. A maturidade da banda vai-se evidenciando de ano para ano, a cada álbum que lançam e em cada digressão que embarcam.

Foto João Sousa 1

O último álbum de Valete, Serviço Público, tem data de 2006. Já lá vão dez anos. Apesar das colaborações com os Mind da Gap em Não Pára, em Os Melhores Anos com Jimmy P, em A Melhor Rima de Sempre com os Orelha Negra e com Regula em Nívea conseguirem manter a sua chama acesa, Valete está a precisar urgentemente de um novo álbum. Nota-se, claramente, que necessita de novas ideias e novas histórias. Precisa do presente. E não do passado de há uma década. Contudo, o concerto foi marcado por momentos de arte urbana, coreografias e até uma bailarina o rapper trouxe até ao Parque Urbano da Costa da Caparica quebrando assim as barreiras do hip hop. Não faltaram as canções Anti-Herói, Mulher que Deus Amou e Fim da Ditadura. Ainda houve tempo para Valete, sentado numa secretária no meio do palco Blitz, conversar com a multidão que se juntou para o ver. “Venho da Linha de Sintra, Damaia”, começa por dizer admitindo que poucos sobrevivem a este modo de vida. “Enquanto os meus amigos estavam nas ruas, eu estava no quarto a escrever. O hip hop salvou a minha vida”, confessa aos seus fãs da Margem Sul num momento bastante íntimo. Valete não deixou passar em branco o concerto de Kendrick Lamar este ano em Portugal e com Alright homenageou o rapper americano. O pico máximo do concerto foi em Roleta Russa, como já era de esperar, com uma nova roupagem. Agora só falta o novo álbum.

Quando falamos em Orelha Negra já sabemos o que esperar. São notáveis no que respeita a servir o público com o género de música que tanto cresce e ganha espaço no panorama musical, o hip hop. Desde Kendrick Lamar, Drake, Notorious BIG, Mobb Deep, Mind da Gap, Valete e Chullage, a banda portuguesa não deixa margens para dúvidas: uns autênticos senhores do hip hop. Não faltaram os temas Throwback e M.I.R.I.A.M, ambas trauteadas pelo público. Neste concerto n’ O Sol da Caparica as novidades surgiram com os novos temas: A Sombra e Parte de mim. ON 2016. Não é preciso dizer muito mais.

Passavam pouco mais de 15 minutos da meia-noite e o Parque Urbano da Costa da Caparica já estava bem composto para uma quinta-feira. 16 mil pessoas estiveram presentes no primeiro dia da 3.ª edição d’ O Sol da Caparica. C4 Pedro entrou no palco SIC/RFM a todo o gás com uma plateia pronta para os seus ritmos durante quase 2 horas. As fortes ligações da Margem Sul aos países africanos são notórias e em concertos como os do C4 são óbvias. Um espetáculo do cantor em Lisboa não é, de todo, igual a um espetáculo no Parque Urbano da Costa da Caparica. O público é, claramente, diferente. O cantor, perplexo com a multidão que tinha à sua frente parou o concerto para aplaudir e, em jeito de desabafo, dizer “Incrível”. Não perdeu a oportunidade de homenagear os bombeiros de Portugal, na sequência dos fortes incêndios que assolam todo o país, incluindo a Madeira. Todas as canções de C4 são hits, desde African Beauty, Estragar, Tá a Pegar Fogo, Robocop, Tu és a Mulher, É Melhor Não Duvidar e Spetxa One.

Passaram ainda pelo recinto do festival, David Fonseca, O Rappa, Aline Frazão, Marta Ren e os Mão Morta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *