Arrogância.

Há quem confunda conhecimento com inteligência. Curiosamente são essas mesmas pessoas que não conseguem ser suficientemente inteligentes de modo a usufruir do seu valioso conhecimento. Explicam tanto e ensinam tão pouco. Sabem tudo mas nada fazem. Habitam fechadas numa enciclopédia da sabedoria, mas não sabem viver os livros da vida. Pessoas que podiam ser brilhantemente admiradas e estimadas, tornam-se seres desprezíveis e aborrecidos. O problema de saberem muito e ensinarem pouco é que nasce nelas um ego de superioridade alimentado pela arrogância. Se soubermos transmitir os nossos valores, também saberemos aceitar que nos valorizem. Se o nosso ego tiver a arrogância de admirar os outros, terá igualmente a humildade de admirar-se a si próprio.

La Bohemie. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *