A Academia Liszt e o Método Kodály | Terras Sem Sombra

Dez anos depois, o festival Terras Sem Sombra regressou ao concelho de Mértola durante os dias 14 e 15 de abril. Numa parceria entre a Câmara Municipal da cidade e a Embaixada da Hungria, o quarto espetáculo retratou três séculos da vida musical do velho continente europeu. Sob o mote Aos Quatro Ventos: Palimpsestos Musicais da Read More …

Do corpo de Carrapatoso à alma de Chopin, uma viagem com o Vena Piano Trio | Terras Sem Sembra

Sob o mote «De Corpo e Alma: Obras de Carrapatoso, Kodály, Hubay e Chopin», o terceiro concerto do festival Terras Sem Sombra foi protagonizado pelo ensemble Vena Piano Trio, que apresentou no dia 17 de março, no Cineteatro Camacho Costa, no concelho de Odemira, um programa com mestres dos séculos XIX e XX.   O terceiro fim-de-semana Read More …

Fernando Lopes-Graça: o maestro de almas | Terras Sem Sombra

Serpa acolheu no passado dia 3 de março, no Musibéria – Centro Internacional de Músicas e Danças do Mundo Ibérico –, a estreia mundial das «Dez Canções Populares Húngaras», de Fernando Lopes-Graça. Num concerto único, o festival Terras Sem Sombra colocou lado a lado artistas lusos e húngaros: a soprano Cátia Moreso e os cantores Read More …

Ferenc Liszt, o compositor que revolucionou a música húngara | Terras Sem Sombra

O arranque da 14.ª edição do Terras Sem Sombra foi protagonizado pelo coro de Câmara húngaro Vaszy Viktor, dirigido pelo maestro Sándor Gyüdi, que interpretou peças de compositores do século XIX e alguns contemporâneos. No dia 17 de fevereiro, o público lotou a Igreja Matriz de São Cucufate, em Vila de Frades, para assistir ao Read More …

Fama D’ Alfama: uma casa portuguesa com certeza.

De casas de fado já Alfama está bem servida, mas faltava um restaurante que se enquadrasse no espírito da renovada e mais antiga zona da cidade. E esse espaço nasceu há três meses num antigo prédio que pertence à mesma família há cem anos. Na entrada, um quadro de ardósia a mencionar noite de fado Read More …

Vodafone Mexefest | Segundo dia

Ponto de encontro: Coliseu dos Recreios. Uma visita ao Palácio da Independência, outra à Casa do Alentejo e, ainda, ao Palácio Foz. Uma passagem pela Estação do Rossio, um pulo ao Cine-Teatro Capitólio até chegarmos ao Cinema São Jorge. Já iremos à Garagem Epal, sem antes picarmos o ponto no Teatro Tivoli. É assim, de Read More …

Vodafone Mexefest | Primeiro dia

A chuva parecia prenunciar um Vodafone Mexefest molhado e abençoado, mas o São Pedro deu tréguas na primeira noite do Festival e os casacos quentes e robustos contrastaram com o calor humano que se fez sentir nas inúmeras salas com lotação esgotada. Foram muitos os talentos que preencheram o cartaz desta edição e o primeiro Read More …