O choque.

«Quando exposto a um trauma, o corpo lança o seu próprio sistema de defesa. Logo no primeiro segundo, o cérebro recebe um sinal de que houve uma catástrofe. O sangue aflui aos órgãos que mais precisem de ajuda. O sangue aflui aos músculos, aos pulmões, ao coração, ao cérebro. O cérebro decide pelo resto do corpo. Ou enfrenta o perigo ou foge. É um mecanismo concebido para proteger o corpo de danos. De saber que o que aconteceu pode ser irreparável. Chamamos-lhe… choque. Quando o choque passa, quando o corpo aceita que houve um trauma, quando baixa as suas defesas… é vulnerável. O choque protege-nos. E pode salvar-nos.»

La Bohemie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *