Perspectivas.

– Deitei-me tarde.

– Deitaste-te a que horas?

– Oito e tal, quase nove.

– Então não foi tarde, foi cedo.

– Sim, foi cedo.

– Bem, que hábito esse de te deitares quando os outros se estão a levantar.

– A trabalhar. Eu a essa hora já estava a trabalhar.

– Vocês estão sempre stressadas. Hoje deitei-me a essa hora, há muito tempo que não me deitava a essa hora. Que hábito esse…?

– É uma expressão.

– Até para se definir uma recta são precisos dois pontos. Por isso, para definir um hábito são precisas pelo menos duas vezes.

– Então foi pontaria.

– Mas choveu mesmo?

– Claro que choveu.

– Eu fui de chapéu para o trabalho.

– Já não vais de metro?

– Não, vou de chapéu.

– Choveu e não foi pouco.

– Não dei por nada, dormi como uma inocente.

– Quem me dera.

– Se soubesse tinha posto a roupa a secar.

– Porquê?

– Gosto de ter a roupa a secar quando chove.

– Não deve secar muito.

– Tu já estás acordada?

– Mais ou menos, mais ou menos.

– Bem me parecia.

– Mas eu gosto mesmo de ter roupa estendida quando está a chover.

– É para corar, não é?

– Aí está uma expressão que eu gosto, corar.

– Quer dizer que tu vais estender roupa quando começa a chover?

– Sim, mal começa a chover vou logo a correr estender roupa, esteja onde estiver. Nem que seja um lençol.

– Já percebi.

– Não me incomoda ter roupa a secar quando chove. Sempre que chove aparece logo alguém preocupado a dizer que tem roupa a secar. Eu não me preocupo, é só isso.

– Não é agradável ter a roupa quase seca e depois vir uma chuvada e molhar tudo.

– Há quem goste. Não digo nomes, mas aponto.

– Sim, gosto de chuva, gosto dançar debaixo de chuva…

– Dançar debaixo de chuva não, mas há alturas em que sabe bem sentir a chuva a cair.

– Na cama a ver televisão é do melhor.

– Não, andar à chuva mesmo. Sabe tão bem, às vezes.

– Então quando já estamos molhadas, é óptimo.

– Olha, para mim nem seca nem molhada, sou alérgica à chuva.

– És alérgica à chuva?

– Encolho.

– Já há muito tempo que não apanhas chuva. Desculpa, ainda estou a dormir.

– Não percebi.

– Nem tudo tem de se perceber.

– Vê-se mesmo que te deitaste tarde, estás chata.

– Não me deitei tarde, deitei-me cedo.

 

 La Bohemie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *